Sem corantes, aditivos ... apenas conservando.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

BILHETE POSTAL

SONY DSC
Escrevo-te agasalhando o nosso amor,
que o tempo é este inverno sem disfarce.
Pelos meus olhos fartos de miséria
mereço bem a luz da tua face.
Mas no meu coração as pobres coisas
choram , a cada lágrima exigida,
a tristeza precisa para que eu saiba
quanto custa a alegria de uma vida!
Carlos de Oliveira
(in 366 poemas que falam de amor)

1 comentário:

rouxinol de Bernardim disse...

Poema bem escolhido. Forte sintonia poética...

Os que me fotografam

Medidor de fotoginia